Bain & Company identifica oito tendências que somarão US$ 27 trilhões ao PIB mundial até 2020

De acordo com um estudo da empresa global de consultoria estratégica Bain & Company, oito tendências adicionarão, até 2020, US$ 27 trilhões de dólares ao PIB mundial. As expectativas são de que o volume do PIB chegue a US$ 90 trilhões – montante 40% maior que o atual. Além disso, o levantamento aponta que o mundo deve avançar a uma taxa média de 3,6% ao ano.

Abaixo, um resumo de cada uma das macrotendências que representam um adicional de pelo menos um trilhão de dólares, sendo que o próximo bilhão de consumidores é a mais representativa delas.

O próximo bilhão de consumidores - A riqueza crescente das economias dos países emergentes trará uma maior variedade de produtos de consumo a um grande número de novos consumidores. Apesar de ainda serem mais pobres do que os consumidores da classe média das economias desenvolvidas, o fato de repre­sentarem um grande número e dedicarem uma parte cada vez maior da sua renda a uma maior variedade de produtos e serviços, um novo mercado de grandes proporções será criado. Sua contribuição estimada ao PIB global em 2020 será de dez trilhões de dólares.

Infraestrutura antiga, investimentos novos - Para renovar e revitalizar a economia dos países desenvolvidos, a infraestrutura essencial, cuja maior parte foi criada há mais de cinquenta anos, precisará ser reformada e ampliada. Frente a um cenário de finanças públicas sob pressão, haverá oportunidades crescentes para parcerias público-privadas. Nas economias emergentes, será necessário que a infraestrutura se desenvolva continuamente para acomodar o crescimento e definir as fundações da expansão futura. Sua contribuição estimada ao PIB global em 2020 será de um trilhão de dólares.

Militarização após industrialização. Com o poder econômico se movendo para a Ásia, o poder político e militar também são movimentados. Na China, onde os gastos com defesa aumentaram nos últimos anos, em termos reais e como proporção do PIB, as despesas militares em 2010 atingiram o valor de 160 bilhões de dólares, um aumento de 6,7% em relação ao ano anterior, de acordo com os dados mais recentes disponíveis. Este investimento crescente está fazendo com que seus vizinhos respondam com mais investimentos em defesa,elevando o risco de conflitos nas rotas comerciais do Oceano Índico e do Mar da China Meridional. No curto prazo, o desenvolvimento militar apresentará oportunidades para vendas de armas dos fabricantes norte-americanos e europeus até que os países compradores possam aumentar a sua própria produção. Ao mesmo tempo, nações e empresas gastarão mais em medidas para enfrentar o risco crescente de terrorismo, ameaças de revoltas em zonas de guerra e o novo desafio da guerra cibernética. Sua contribuição estimada ao PIB global em 2020 é de dez trilhões de dólares.

Aumento crescente da produção primária. O crescimento da demanda em mais países por petróleo e gás natural, grãos e proteína, água potável e minérios—como cobre, alumínio e metais de terras raras— provocará volatilidade nos preços e escassez momentânea de algumas destas commodities na próxima década. A volatilidade e a inflação dos preços das commodities aumentarão com o passar do tempo, pois além do aumento da demanda, esses insumos estão cada vez mais inter-relacionados. O milho, por exemplo, é um alimento, mas também uma importante fonte de etanol usado para transporte, e mais água está sendo desviada para uso na extração de minérios e combustível e mais combustível será usado na dessalinização em novas fontes de água potável. O investimento em medidas de conservação, fontes alternativas e tecnologia aumentará em algumas áreas, porém novas fontes de combustível fóssil devem reduzir os incentivos econômicos em energia alternativa. Sua contribuição estimada ao PIB global em 2020 é de três trilhões de dólares.

Desenvolvimento do capital humano. A enorme migração da população do campo para a cidade alterou a paisagem das economias de rápido crescimento, mas a infraestrutura social não melhorou na mesma velocidade. A ampliação do acesso à educação e a melhoria da sua qualidade nos próximos dez anos serão fatores-
chave para esses países realizarem com sucesso a transição para uma economia de indústria e serviços de maior valor agregado e baseada em tecnologia. Da mesma maneira, a construção de um sistema de saúde básico e de uma rede de segurança social mais fortes absorverá uma proporção muito maior de investimentos do que no passado. Sua contribuição estimada ao PIB global em 2020 é de dois trilhões de dólares.

Manutenção da saúde dos mais ricos. População com idade avançada das economias desenvolvidas, mais e melhores tratamentos médicos e mudanças nos sistemas de pagamento para tornar as despesas no sistema de saúde mais eficientes estimularão a inovação e reformas dos governos. Sua contribuição estimada ao PIB global em 2020 é de quatro trilhões de dólares.

Tudo igual, mas melhor. Cada vez mais, a inovação acontecerá de outras maneiras, além das tecnologias recentes, como o iPad e o Twitter. As empresas investirão mais em inovações sutis (“mudanças de hábito”), ou seja, oferecerão produtos e serviços premium para consumidores mais ricos como substitutos para compras comuns, produtos melhores e que demandam maior preço e uma grande variedade de produtos de nicho de mercado. Essas mudanças atingirão os nossos hábitos mais básicos, desde a maneira como tomamos café (mochaccinos em vez de café feito na cafeteira) até a forma como compramos roupas (modelos completos sendo entregues na porta da nossa casa em vez de termos que procurar por peças de roupas espalhadas em uma loja). Empresários inovadores criarão negócios com base nestas ideias. Sua contribuição estimada ao PIB global em 2020 é de cinco trilhões de dólares.

Preparação para a próxima grande novidade. As inovações tendem a acontecer em ondas, e cinco potenciais plataformas prometem florescer nos próximos dez anos: nanotecnologia, genômica, inteligência artificial, robótica e conectividade onipresente. Em muitos casos, os desenvolvimentos das tecnologias se ajudarão mutuamente. Os avanços em nanotecnologia, por exemplo, contribuirão para melhorar o potencial computacional necessário para novas descobertas em inteligência artificial. À medida que as tecnologias deixam de ser conceitos de pesquisa e protótipos e passam a ser utilizadas em produtos de consumo acessíveis e em novos processos de fabricação, elas melhorarão a eficiência de maneira decisiva e acelerarão o crescimento, o que acontecerá principalmente no fim da década. Sua contribuição estimada ao PIB global em 2020 é de um trilhão de dólares.

Para ter acesso à íntegra do material, favor entrar em contato pelo e-mail priscila.pagliuso@agenciaideal.com.br

About Bain & Company, Inc.

Bain & Company is the management consulting firm that the world's business leaders come to when they want results. Bain advises clients on strategy, operations, technology, organization, private equity and mergers and acquisition, developing practical insights that clients act on and transferring skills that make change stick.  The firm aligns its incentives with clients by linking its fees to their results.  Bain clients have outperformed the stock market 4 to 1. Founded in 1973, Bain has 51 offices in 33 countries, and its deep expertise and client roster cross every industry and economic sector. For more information visit: www.bain.com.  Follow us on Twitter @BainAlerts.