Eficiência em custos: como assim?

Assim como marca, estratégia e posição no mercado são diferenciais competitivos, o custo apurado por uma empresa também é decisivo no sucesso de um negócio. Pelo menos para 40% dos empresários ouvidos em pesquisa pela consultoria internacional Bain & Company. Em entrevista à SM, Alfredo Pinto, sócio da consultoria, mostra que eficiência em custo não se consegue com a mera redução de gastos. "É preciso cortar com sabedoria para manter e até ampliar os resultados", explica o consultor especializado em varejo. Segundo ele, a eficiência passa pela análise da concorrência e pelo forte envolvimento do chão da loja com a cultura de redução de custo. Passa também por um trabalho coordenado entre as diferentes áreas, para o corte em uma delas não prejudicar o desempenho da outra. Veja o que o especialista defende.

Reduzir custos é sempre importante para a empresa. Por quê?

Sim, sobretudo no varejo alimentar, que trabalha com margens muito apertadas. A desproporção entre as despesas operacionais e a rentabilidade do negócio é muito alta, o que pode comprometer os resultados.

Qual a melhor maneira de definir as metas de redução?

O primeiro ponto é definir metas que possam ser perseguidas. Se forem elevadas demais, a redução não acontecerá. Outro ponto importante é definir as metas de olho na concorrência. Se os competidores estiverem fazendo algo diferente na estrutura de custos e repassando os ganhos para o preço, será preciso reagir – tomar decisões que também permitam baixar o preço. Caso contrário, a empresa poderá ser percebida como careira pelo consumidor. É essencial entender como os competidores trabalham, para atuar de forma tão enxuta e eficiente quanto eles. A loja não pode correr o risco de perder tráfego ou rentabilidade.

Cada área deve estabelecer metas de redução de custo de maneira independente?

De jeito nenhum. Muitos processos são multifuncionais, interdependentes. Não adianta, por exemplo, reduzir o custo do recebimento de mercadoria em loja ou economizar em logística se impactar negativamente no estoque ou no atendimento ao consumidor. É preciso ter uma visão holística do negócio.

Como garantir que as mudanças sejam incorporadas por toda a organização? Qual a importância de desenvolver competências entre gerentes e funcionários de linha de frente?

É preciso investir em treinamento, orientação, processos, comunicação – tudo o que possa ajudar a equipe a assimilar a cultura de redução de custos. Se o gerente ou o funcionário da linha de frente não estiverem engajados, a economia não acontecerá. E se não acontecer na loja não acontecerá em nenhum lugar. A redução de custo na loja tem impacto direto na redução de custo de toda a empresa.