Disputa por atenção

A presença de smartphones nos países que integram os Brics atingiu 44% da população em 2014, sete pontos percentuais a mais que no ano anterior, segundo estudo da Bain & Company.

A penetração de tablets dobrou no período e alcançou 18%, de acordo com a consultoria. Entre os países desenvolvidos, a parcela de consumidores com acesso às ferramentas no ano foi de 70% e 47%, respectivamente.

O consumo de músicas, vídeos, jogos e livros em plataformas digitais também é superior nos países desenvolvidos pesquisados (França, Alemanha, Suécia, Reino Unido e Estados Unidos).

"No Brasil, por exemplo, alguns fatores que influenciam esse desempenho são os serviços de telefonia, que ficam aquém do esperado pelos consumidores, e a pouca variedade de produtos traduzidos para o português", afirma Frederic Declercq, sócio da Bain & Company.