Investimento com impacto social cresce na América Latina

Se a crise econômica trouxe problemas para as economias de todo o planeta, também abriu os olhos para a importância de diversificar e se preocupar com a relevância social dos investimentos. Segundo um estudo da Bain & Company, entre 2008 e 2013, o chamado impact investment em tradução livre, "investimento de impacto social" na América Latina cresceu 12 vezes, subindo de US$ 160 milhões para US$ 2 bilhões por ano no período. O impact investment é o investimento que visa retorno financeiro, mas também social ou ambiental. O estudo indica que os problemas presentes nos países da região são boas oportunidades para investidores privados. "Governos ineficientes ou ineficazes continuam a deixar lacunas de financiamento enormes para as principais necessidades sociais, criando oportunidades para grandes investidores, incluindo fundos de pensão, começarem a levar a sério a idéia de fazer investimentos estratégicos nesse espaço", analisa o estudo da Bain & Company. O Brasil é o principal foco esse tipo de investimento, não só por seu tamanho, mas pelo grande interesse de fundos locais no setor. Apenas no ano passado foram aplicados US$ 300 milhões em impact investment no Brasil.