Mais de 1 trilhão de dólares para investir

Os fundos de private equity, que compram participação em empresas, nunca tiveram tanto dinheiro para investir. Um levantamento da consultoria Bain & Company mostra que, no mundo, os fundos começaram o ano com 1,2 trilhão de dólares, entre captações, sobras de fundos antigos e vendas de participações. Os investidores animaram-se com a melhora de retorno dos fundos desde a crise de 2009 e com a recuperação da economia mundial. “Os fundos se mostram constantemente mais rentáveis do que o mercado de ações, superando de 5 a 7 pontos percentuais o retorno da bolsa”, diz André Castellini, sócio da Bain. O Brasil permanece entre os alvos de investimento, mas a crise tirou um pouco da atratividade do país na comparação com outros países da região.