Brasil, Rússia e China mostram força no mercado de luxo. Estudo projeta crescimento de 10% a 15% para o setor no Brasil, com fortes investimentos por parte das grandes empresas mundiais

Mesmo com a retomada do mercado do luxo, hoje não é o mesmo pré-crise. Muita coisa mudou na relação entre consumidores e marcas. Os consumidores estão mais exigentes com novas regras quando se trata da lealdade do cliente em relação à marca e uma experiência presencial e digital cada vez maior, explica Claudia D’Arpizio, sócia da Bain & Company.