We have limited Portuguese content available. View Portuguese content.

Press release

Indústria de private equity na América Latina se aproxima dos valores pré-pandemia e movimenta mais de US$ 25 bilhões, aponta Bain

Indústria de private equity na América Latina se aproxima dos valores pré-pandemia e movimenta mais de US$ 25 bilhões, aponta Bain

Brasil representou a maior fatia desse montante, com 60% do total das operações realizadas no ano passado

  • maio 02, 2022
  • min read

Press release

Indústria de private equity na América Latina se aproxima dos valores pré-pandemia e movimenta mais de US$ 25 bilhões, aponta Bain

Brasil, maio de 2022 - A indústria de private equity na América Latina movimentou em 2021 um montante de US$ 25 bilhões considerando os 50 maiores fundos de investimento praticamente atingindo o valor recorde de 2019, US$ 27 bilhões - sendo o Brasil responsável por 60% do total das operações realizadas no período. É o que mostrou o relatório Global Private Equity Report 2022, divulgado pela Bain & Company. De acordo com o documento, o volume de investimentos privados realizados pelos 50 maiores fundos de investimentos no ano passado foi mais que o dobro do visto em 2020, e registrou um crescimento de 55% acima da média do observado nos últimos cinco anos - atingindo o segundo maior patamar da história.

De acordo com o levantamento da Bain, do total de investimento realizados na região pelos 50 maiores fundos de investimentos em 2021, mais da metade (59%) foi destinado para compra de uma fatia minoritária do controle acionário. Em aquisições, por sua vez, esse volume representou 22% das operações. As demais foram ofertas públicas iniciais (IPO) e processos de privatização, com 12% e 8%, respectivamente.

O relatório destacou ainda que os setores mais buscados pelos fundos de private equity foram serviços financeiros (24%), transportes (13%) e varejo/bens de consumo (12%). A Bain destacou no estudo que o volume de saídas (exits) dos 50 maiores fundos de investimentos também registrou recorde na América Latina em 2021, somando US$ 8,5 bilhões, 29% superior ao observado no ano anterior. O Brasil foi responsável por 89% dessas operações, o que, de acordo com o documento, mostra a relevância do país como principal motor da região para investimentos privados.

Segundo a Bain & Company, o cenário mundial de liquidez abundante e a janela de oportunidade de aportar recursos em empresas com alta atratividade de retorno fizeram com que os fundos de private equity acelerassem o passo nesses investimentos. Com um volume recorde de capital não alocado, os investidores de private equity se depararam com as condições ideais para comprar e vender empresas.

O estudo da Bain mostrou, porém, que o volume de capitais ainda não alocados (dry powder) em poder dos fundos da América Latina totalizou US$ 14 bilhões em 2021, valor similar ao de 2011 o que representa uma estabilidade do Dry power no Brasil apesar do aumento de liquidez no mundo. No período, o maior declínio foi observado em fundos de buyout, que recuaram 56%. Os fundos de infraestrutura, por sua vez, apresentaram um crescimento expressivo nesse mesmo período, com expansão de 145%.

Para 2022, o relatório ressalta que o ano apresenta uma série de novos desafios para a indústria de private equity em razão dos impactos econômicos gerados pela crise do Covid e agravados pelo conflito entre Rússia e Ucrânia. O conflito vem gerando pressões inflacionárias significativas em todo o mundo, tanto nos preços de commodities e outros insumos como energia. Isso eleva custos para produtores, que acabam repassando para os consumidores. Além disso, ainda vemos certa instabilidade das cadeias globais de distribuição pelo recrudescimento da covid-19 em países como China.

Sobre a Bain & Company

Somos uma consultoria global que auxilia empresas e organizações a promover mudanças que definam o futuro dos negócios. Com 63 escritórios em 38 países, trabalhamos em conjunto com nossos clientes como um único time, com o propósito compartilhado de obter resultados extraordinários, superar a concorrência e redefinir indústrias. Em 2022, a Bain completa 25 anos de atuação na América do Sul, trabalhando fortemente em conjunto com as maiores companhias líderes de seus segmentos. Complementamos nosso conhecimento especializado integrado e personalizado com um ecossistema de inovação digital a fim de entregar os melhores resultados, com maior rapidez e durabilidade.

Com o compromisso de investir mais de US$1 bilhão em serviços “pro bono”, em 10 anos, usamos nosso talento, conhecimento especializado e percepção em prol de organizações que enfrentam atualmente os desafios urgentes relacionados ao desenvolvimento socioeconômico, meio ambiente, equidade racial e justiça social. Recentemente, recebemos a classificação ouro da EcoVadis, plataforma líder em classificações de desempenho ambiental, social e ético para cadeias de suprimentos globais, o que nos coloca entre os 2% melhores de todas as companhias.

Desde nossa fundação em 1973, medimos nosso sucesso pelo de nossos clientes e temos o orgulho de manter o mais alto nível de satisfação em nossa indústria. Saiba mais em www.bain.com.br e em nosso LinkedIn Bain & Company Brasil