Bain uses cookies to improve functionality and performance of this site. More information can be found in our Privacy Policy. By continuing to browse this site, you consent to the use of cookies.

We have limited Portuguese content available. View Portuguese content.

Brief

Risco de bolha ou motor de crescimento?
pt-BR

Já há alguns anos, a existência de uma bolha imobiliária no Brasil vem sendo tema de ampla discussão entre economistas, analistas de mercado e mesmo potenciais compradores de imóveis. Esta preocupação se explica, prin-cipalmente, pelo aumento percebido nos preços de imóveis em todo o país nos últimos anos. O presente estudo tem por objetivo avaliar o estágio vigente de evolução da indústria de crédito imobiliário no Brasil à luz de históricos de outros países, tanto os diretamente impactados pela recente crise global quanto os que se mostraram resistentes à mesma.

A Bain acredita que, além da percepção de aumento de preços, diversos outros indicadores devem ser acompanha¬dos para melhor definir a existência ou ausência de uma bolha imobiliária, bem como as potenciais dimensões do desenvolvimento da mesma e o que serve de gatilho para que ela estoure. Além da análise deste processo, analisa¬mos ainda como se comporta um cliente, tomador de financiamento imobiliário, em momentos de crise.

Nesse estudo, comparamos o Brasil com sete países selecionados pelo alto impacto ou a alta resiliência que demonstraram à crise econômica recente e permitiram a comparação de dados entre si: Alemanha, Canadá, Espanha, Estados Unidos, Irlanda, Portugal e Reino Unido.

Nas próximas páginas, vamos mostrar que não vemos indícios de que o Brasil esteja em uma situação de alto risco de crise imobiliária em curto prazo. Mas há indicadores importantes em situação de atenção. Um potencial aumento abrupto no nível de desemprego poderia desencadear problemas de inadimplência, considerando o alto nível de comprometimento de renda das famílias e a valorização acelerada dos imóveis nos últimos anos, apesar da renda do brasileiro ser maior hoje. Na ausência de bolha, acreditamos que o financiamento imobiliário possa ser o motor de crescimento da construção. Com isso, teria um impacto importante no desenvolvimento econômico e no crescimento do PIB pelo seu efeito ao longo da cadeia de valor inteira, desde o aço e o cimento, até materiais de acabamento, móveis e eletrodomésticos.

Download PDF
Tags

Want to continue the conversation

We help global leaders with their organization's most critical issues and opportunities. Together, we create enduring change and results