Bain uses cookies to improve functionality and performance of this site. More information can be found in our Privacy Policy. By continuing to browse this site, you consent to the use of cookies.

We have limited Portuguese content available. View Portuguese content.

Brief

Sem atalhos: transformando o discurso em ações efetivas para promover a liderança feminina

Sem atalhos: transformando o discurso em ações efetivas para promover a liderança feminina

Elaborado em parceria com o Linkedin, este artigo apresenta cinco ações para fomentar diversidade e inclusão na sua empresa.

  • julho 03, 2019
  • min read

Brief

Sem atalhos: transformando o discurso em ações efetivas para promover a liderança feminina

Nos últimos anos, foi fácil notar o aumento da importância de temas relacionados a paridade de gênero, diversidade e inclusão na sociedade brasileira. Em 2013, quando a Bain publicou o estudo “Sem atalhos: o caminho das mulheres para alcançarem o topo”, buscas no Google pelo termo “empoderamento feminino”, por exemplo, eram praticamente nulas. Desde 2015, essa mesma busca cresceu ~24 vezes.

A relevância desses temas também se evidencia no ambiente corporativo. Dentre os quase 1.000 profissionais que participaram da pesquisa realizada no Brasil no primeiro trimestre de 2019 pela Bain & Company, em parceria com o LinkedIn, 82% das mulheres e 66% dos homens acreditam que a paridade de gênero deve estar entre as prioridades estratégicas de suas respectivas organizações. No caso das mulheres, é um aumento de 11 pontos desde a última pesquisa.

Ainda que a conscientização sobre a importância do tema seja alta, a percepção dos respondentes é que as empresas ainda dão pouca atenção à questão. Apenas 38% das mulheres acredita que os líderes de sua organização consideram a conquista da igualdade de gênero um imperativo estratégico. Na perspectiva das mulheres, houve progresso no comprometimento da liderança em tratar igualdade de gênero como tema prioritário (de 31% para 41%), assim como na disponibilização de recursos necessários à implementação de iniciativas de igualdade de gênero (de 33% para 44%), mas o índice de atuação ainda é baixo.

Neste relatório, a Bain & Company e o LinkedIn dão recomendações práticas para ajudar uma organização a promover maior diversidade e inclusão no ambiente de trabalho, com foco na conquista da paridade de gênero na liderança—muitas vezes o ponto de partida que desencadeia ações de diversidade e inclusão para outras minorias. Nossas conclusões são baseadas em uma extensa pesquisa com participantes do mercado de trabalho e entrevistas com líderes e especialistas no Brasil, bem como uma série de estudos globais da Bain & Company e do LinkedIn sobre diversidade e inclusão.

Tags

Want to continue the conversation

We help global leaders with their organization's most critical issues and opportunities. Together, we create enduring change and results